FESTICINI: cinema, música, humor e muita elegância marcam a abertura do 1° Festival Internacional de Cinema Independente, em Sumaré

Até o dia 31 de outubro, Sumaré será a capital mundial do cinema independente.

Sumaré, 19 de outubro de 2015.

Por Danilo Pessôa

Autoridades, artistas, produtores culturais, jornalistas, blogueiros e convidados lotaram o Anfiteatro do Centro Administrativo de Sumaré na noite do último sábado, dia 17 de outubro, para a abertura do FESTICINI – 1° Festival Internacional de Cinema Independente.

A noite teve início com um coquetel preparado pela organização do evento. Já a cerimônia de abertura foi conduzida pelo ator e comediante Alberto Vizoso, que abriu a noite com um stand up sobre cinema, e pelo jornalista Danilo Pessôa. Ambos enfatizaram a abrangência do evento, que teve 520 produções inscritas, de 72 países diferentes.

A noite contou também com música brasileira de alta qualidade, apresentada pelo grupo Eliz e Trio, pelo espetáculo Saudade do Brasil, e homenagens aos parceiros e patrocinadores que apoiaram o evento.

“Sejam todos muito bem vindos ao FESTICINI. Estamos muito felizes em recebê-los, em dividir com vocês este momento. O festival foi criado com o intuito de incentivar e difundir o cinema regional e mundial junto à comunidade local. Esta é a primeira noite da primeira edição do FESTICINI, e pretendemos fazer deste um evento anual e duradouro”, disse o produtor cultural Wilson Roque Basso, que, ao lado de Carlos Braga, organizou o festival.

“Este é um sonho que se realiza, sonho este que só foi possível porque várias pessoas e instituições acreditaram nele. Nosso muito obrigado e agradecimentos vão para os nossos grandes parceiros, como a Prefeitura de Sumaré, as secretarias municipais de Cultura, Esportes e Lazer e de Desenvolvimento Econômico, Honda do Brasil e Secretaria do Estado da Cultura”, disse o produtor cultural Carlos Braga.

A prefeita de Sumaré, Cristina Carrara, os secretários municipais Alfredo Albuquerque Mangueira e Gustavo Tomazin, além do representante da Secretaria do Estado da Cultura, Rodrigo Mathias, e da Honda do Brasil, Aline Mizusaki, foram homenageados, cada um, com um “Troféu FESTICINI”.

 COLOSTRO  crédito André Luiz de  Luiz  Desolado - crédito Victor Nores
 Espantalhos  Tomou café e Esperou

 

 

 


Category: Product #: Regular price:$ (Sale ends ) Available from: Condition: Good ! Order now!